O padrão de metadados é o conjunto padrão de campos obrigatórios e opcionais que descrevem os conjuntos de dados no Portal Brasileiro de Dados Abertos. Está estabelecido na Cartilha Técnica para Publicação de Dados Abertos.

Metadados são dados sobre os dados, ou seja, são informações que possibilitam organizar, classificar, relacionar e inferir novos dados sobre o conjunto de dados. A qualidade dos metadados informados facilita o acesso ao dado e a sua melhor compreensão e utilização pelos usuários.

Obrigatórios

  1. Título: Nome do conjunto de dados.
  2. Descrição: Uma breve explicação sobre os dados.
  3. Catálogo origem: Página (URL) do órgão onde está publicado o conjunto de dados.
  4. Órgão responsável: Nome e sigla do órgão ou entidade responsável pela publicação do conjunto de dados.
  5. Categorias no VCGE: O Vocabulário Controlado de Governo Eletrônico é uma lista hierarquizada de assuntos do governo que utiliza termos comuns e é voltada para a sociedade. Para navegar e escolher as categorias, acesse o VCGE.
  6. Recursos: Um conjunto de dados pode ser composto por mais de um arquivo de dados. O critério básico para separar vários recursos em mais de um conjunto de dados é a constatação de que eles divergem em vários metadados.
    1. Identificador: URL persistente que aponta para o recurso na Web.
    2. Título: Nome do recurso.
    3. Formato: Formato do recurso. Ex.: XML, JSON, CSV, etc.
    4. Descrição: Breve detalhamento sobre o conteúdo do recurso.

Desejáveis

  1. Etiquetas: Lista de palavras chaves relacionadas ao conjunto de dados, e que são úteis na classificação e busca dele.
  2. Autoria: Instituição ou pessoa responsável pela produção do recurso.
  3. Documentação: URL de documento que expõe detalhes sobre o conjunto de dados.
  4. Cobertura geográfica: Localização ou região geográfica a que se referem os dados. Ex.: Recife.
  5. Cobertura temporal: Data ou período à que referem os dados. Ex.: 03/2012.
  6. Granularidade geográfica: Precisão geográfica da cobertura geográfica. Ex.: municipal.
  7. Granularidade temporal: Precisão temporal da cobertura temporal. Ex.: mês.
  8. Frequência de atualização: Frequência temporal com que o conjunto de dados é atualizado.
  9. Referências: Relações com outros conjuntos de dados.
  10. Metodologia: Processo de criação dos dados.
  11. Vocabulário/ontologia: Documentos estruturados com metadados específicos do conjunto de dados.