Data de publicação
14/11/2016 16:13

Cidadãos, empresas e instituições públicas podem contribuir para a atualização da arquitetura e-PING.

Os interessados em participar da elaboração da versão 2017 dos Padrões de Interoperabilidade de Governo Eletrônico (e-PING) podem enviar as suas contribuições até 9 de dezembro. O Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MP) abriu na última quarta-feira (9) consulta pública sobre o tema no Portal da Participação Social (Participa.br).

A e-PING define um conjunto de premissas, políticas e especificações técnicas que regulamentam o uso da Tecnologia de Informação e Comunicação (TIC) no governo federal.

“A interoperabilidade é uma das diretrizes para melhorar os serviços públicos para o cidadão e aumentar a participação sociedade nas políticas públicas”, afirma Marcelo Pagotti, secretário de Tecnologia da Informação do MP.

Segundo o secretário, a utilização de padrões para a integração de sistemas de governo minimiza o número de interações que o cidadão precisa fazer para ser atendido. “A e-PING fornece ainda mais dados à sociedade, promovendo a transparência e o controle social”, exemplifica o secretário.

As alterações mais relevantes no documento foram a inclusão de padrões de computação em nuvem no “Segmento 2 – Segurança” e a inclusão do Framework de Arquitetura Corporativa e Padrões de Interoperabilidade (FACIN) no “Segmento 5 – Áreas de Integração para o Governo Eletrônico”. O FACIN também se encontra em consulta pública no Participa.br.

Os padrões técnicos, tais como formatos de arquivos, utilizados para publicar dados abertos no âmbito da Infraestrutura Nacional de Dados Abertos – INDA – são estabelecidos no documento e-PING, que é atualizado uma vez ao ano.

Para enviar contribuições, é preciso estar cadastrado no Participa.br. Caso não tenha cadastro, é possível realizá-lo a qualquer momento.

Fonte: Ministério do Planejamento