Data de publicação
28/06/2012 16:04
Brasília, 27/6/2012 – Cerca de 150 servidores públicos federais participaram, nesta terça-feira, 26, em Brasília, do Workshop de Catalogação de Dados Abertos.O evento foi promovido pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MOPG) com o objetivo de debater e aprofundar metodologias para publicação de dados e informações no Portal Brasileiro de Dados Abertos(dados.gov.br).O Portal, que é gerenciado pela Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação (SLTI), foi colocado à disposição dos cidadãos no início de maio após ser construído de maneira colaborativa, a partir da participação da sociedade civil especializada.

Durante abertura da oficina, a diretora de programa da secretaria executiva do MPOG, Miriam Chaves, ressaltou o atual momento de convergência entre as ferramentas tecnológicas disponíveis e a vigência da Lei de Acesso à Informação (LAI).

“A lei de acesso à informação nos obriga a refletir em como divulgar e melhorar a qualidade dos dados e informações que possuímos. Estávamos acostumados a um ambiente mais preservado, mais distante da utilização pública. Publicar os dados abertos tem sido um estímulo para melhorar a qualidade de nossas informações, nossos processos e sistemas”, afirmou a diretora.

De acordo com o secretário de logística e tecnologia da informação, Delfino Natal de Souza, a oficina tem o papel de construção de metodologias para consolidar o portal dados.gov.br como referência para abertura de dados.

“O ambiente é de construção e buscamos estabelecer as práticas e as melhores formas de integrarmos as informações. O objetivo é de consolidarmos o dados.gov.br como  referência tanto para o aprendizado como também para busca e integração dos dados”, concluiu Souza.

Presente no evento, o secretário de prevenção da corrupção da Controladoria Geral da União, Mário Spinelli, alertou para a necessidade de adequação dos órgãos para o cumprimento da LAI.

“O órgão que não estiver bem organizado, com fluxos de fornecimento de informação mapeados e identificados, terá sérias dificuldades no cumprimento da lei. Nesse contexto, o portal de dados abertos será uma ferramenta essencial no que diz respeito ao acesso à informação”, disse Spinelli.

O portal brasileiro de dados abertos pretende disponibilizar, num prazo de até três anos, informações dos órgãos públicos federais e assim se tornar uma fonte de subsídio para pesquisadores, empresas, comunidade de Tecnologia da Informação (TI), gestores públicos e ser também acessado pela sociedade em geral.

INDA

A Infraestrutura Nacional de Dados Abertos (INDA) é a metodologia a ser utilizada pelos órgãos públicos para divulgar os dados de maneira aberta no dados.gov.br. Para auxiliar o trabalho dos órgãos, a equipe da SLTI publicou a “Cartilha de Publicação de Dados Abertos no Brasil”, disponível  no portal.

Fonte: Ministério do Planejamento

Programação do Evento

Vídeo transmitido pela internet (manhã)

ALMOÇO 12h – 14h

  • Catalogação no dados.gov.br – 14h – 16h
    • Augusto Herrmann e Christian Miranda – Time de Dados Abertos SLTI/MP
      • Como utilizar o portal
      • Apresentação do funcionamento do portal

Vídeo transmitido pela internet (tarde)

INTERVALO (coffee-break) 16h – 16:30

  • Catalogação no dados.gov.br – Continuação 16:30h – 17:30
    • Augusto Herrmann e Christian Miranda – Time de Dados Abertos SLTI/MP
      • Principais conceitos
      • Apresentação do processo de catalogação

Vídeo transmitido pela internet (tarde – continuação)

Fechamento 17:30

Agradecemos à Escola Nacional de Administração Pública (ENAP) pelo apoio e participação no evento, à Controladoria-Geral da União (CGU) pela participação e ao Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) pela transmissão ao vivo pela internet.