Data de publicação
14/12/2018 17:32

Recuperação de Ativos, Anistia e Refúgio são uns dos temas disponibilizados

Brasília, 07/12/19 – O Ministério da Justiça abriu consulta pública para subsidiar a elaboração do seu 3º Plano de Dados Abertos. Ao divulgar as informações em formato aberto, o ministério se aproxima da população, melhorando o controle social e ampliando a oferta de serviços públicos. Qualquer cidadão pode livremente usá-los, reutilizá-los e redistribuí-los, estando sujeito, no máximo, à exigência de creditar a sua autoria. Atualmente, o Portal Brasileiro de Dados Abertos (dados.gov.br) conta com 2.938 conjuntos de dados disponíveis para uso da sociedade.

As bases de dados do Ministério da Justiça foram agrupadas em dez macrotemas: gestão administrativa; anistia política; políticas sobre drogas; migrações; organizações e entidades sociais (Oscip); recuperação de ativos e cooperação jurídica internacional; refúgio; Gestão, Preservação e Acesso ao Patrimônio Documental; Defesa Econômica e Política Indigenista. Esses temas serão priorizados em três níveis: relevantes, pouco relevantes e irrelevantes.

Verifique aqui a lista completa de bases de dados.

Participe da Consulta Pública.

Fonte: Ministério da Justiça