Data de publicação
16/07/2016 14:58

Já está disponível, no site Participa.br, o Plano de Dados Abertos (PDA) do Ministério da Defesa (MD). O documento foi elaborado a partir da enquete publicada no site do MD entre os dias 6 e 11 deste mês e apresenta quais temas se tornarão dados abertos.

Queremos ouvir sua opinião / participa.br / dados abertos

O PDA ficará disponível para consulta pública até o dia 27 de julho, às 10h. Durante esse período, o cidadão poderá apresentar sugestões e colaborar com a consolidação do normativo que será concluído e divulgado no site do Ministério da Defesa. Os Dados Abertos poderão ser conferidos no portal dados.gov do governo federal, a partir de 1º de agosto.

O Plano e a Consulta Pública atendem à Estratégia de Governança Digital, publicada em 7 de março deste ano (portaria do MP, nº 68). O objetivo é disponibilizar informações em formato aberto, para que possam ser utilizadas livremente, viabilizando o surgimento de novos negócios, aumentando a transparência da gestão pública e contribuindo com a sociedade na melhoria da qualidade dos dados.

De acordo com o coordenador dos trabalhos da Comissão Técnica de Governança Digital, analista em Tecnologia da Informação Luiz Alexandre, o Ministério da Defesa está trabalhando para atingir as metas estipuladas pelo governo federal. “Disponibilizar o normativo de Plano de Dados Abertos para consulta pública é a forma mais eficaz para potencializar a participação social na elaboração conjunta de normativos”, ressaltou.

PDA

Fazem parte do PDA informações como a definição dos dados a serem abertos, estratégias para abertura, critérios utilizados para elaboração do Plano, responsabilidades e governança do normativo, entre outras.

Segundo o diretor do Departamento de Tecnologia da Informação (DEPTI), Sergio Luiz Goulart Duarte, a elaboração do PDA ocorreu em conjunto com as secretarias e departamentos do MD. “Foram realizadas reuniões com representantes indicados pelas áreas. O DEPTI participou como coordenador dos trabalhos da Comissão Técnica de Governança Digital com a tutoria da Secretaria Geral e desempenhou as tarefas técnicas necessárias para a concretização da estratégia traçada”, explicou.

Fonte: Ministério da Defesa