Razão entre internações clínico-cirúrgicas de alta complexidade de residentes e população de mesma residência Razão internações clínico-cirúrgicas de média complexidade de residentes e pop. de mesma residência


Cartograma representando a Relação entre o número e internações clínico-cirúrgicas de alta complexidade, não psiquiátricase não obstétricas e pagas pelo SUS, de residentes de um município em um período, e a população residente no mesmo municípiono último ano do período considerado.Interpretação: Mede a relação entre a quantidade de internações hospitalares de alta complexidade, não obstétricas e não psiquiátricaspara residentes em um período , pagas pelo SUS e a população residente na mesma área geográfica, indicando o acesso obtidoou cobertura realizada para tais procedimentos.Nível de Agregação: Município, Região de Saúde, UF, Regiões Brasileiras, Brasil. Periodicidade de Atualização: Trienal Método de Cálculo: Razão entre Informados e Esperados (RIE) de internações clínico-cirúrgicas de alta complexidade para residentesno município com ajuste pelo Bayes empírico (1) x resultado médio do indicador nos Municípios de Referência (2).(1) Razão entre Informados e Esperados (RIE) = (nº de internações clínico-cirúrgicas de alta complexidade de residentesno município, em um período) ÷ (nº de internações clínico-cirúrgicas de alta complexidade esperadas para todos os residentesdo município, caso esse tivesse, para cada faixa etária feminina e masculina, os mesmos resultados médios, deste indicador,calculado diretamente para as respectivas faixas etárias femininas e masculinas , exclusivamente SUS, , nos Municípios deReferência, no período considerado.•RIE do município com ajuste pelo Bayes empírico = (RIE do município sem ajuste X fator de ajuste Bayes específico do município) [(RIE média do Grupo Homogêneo de municípios da mesma região brasileira em que se localiza o município) X (1 – fator deajuste Bayes específico do município)].Fator de ajuste Bayes específico do município: fator calculado especificamente para cada município, que depende da dispersãodos valores dos resultados da RIE entre o Grupo Homogêneo de municípios da mesma região brasileira em que se localiza o municípioe aumenta progressivamente, de zero (0) a um (1), conforme aumenta o denominador da RIE do município (número de internaçõesclínico-cirúrgicas de alta complexidade esperadas para residentes no município avaliado).(2) Resultado médio do indicador nos Municípios de Referência para os parâmetros de acesso à atenção ambulatorial e hospitalarde média a alta complexidade = número de internações clínico-cirúrgicas de alta complexidade para residentes nos Municípiosde Referência, dividido pela população residente , exclusivamente SUS, desses Municípios de Referência.


Estes dados estão disponíveis como o esperado?

Obrigado!


Dados e recursos


Informações Adicionais

Campo Valor
Fonte http://www.visualizador.inde.gov.br
Autor Sala de Apoio à Gestão Estratégica - SAGE
Mantenedor Sala de Apoio à Gestão Estratégica - SAGE
Última Atualização 12 de Junho de 2018, 01:57 (BRT)
Criado 19 de Abril de 2015, 16:55 (BRT)
Órgão - Esfera Federal
Órgão - Poder Executivo